Aurea Mediocritas @ 11:24

Qua, 12/08/09

 

Deixo-vos aqui uma ou duas ideias novas do PC que virão concerteza agitar o panorama politico português pela sua frescura e pelo inusitado de virem de quem vem:

 

 

3ª. Um sector financeiro ao serviço do crescimento económico e do desenvolvimento social, assente;

 

  

   

1º. A recuperação pelo Estado do comando político e democrático do processo de desenvolvimento com a afirmação da soberania nacional, questão decisiva de uma política alternativa, no contexto da globalização capitalista e integração comunitária, o que pressupõe:

 

  

(...)

 

3ª. Um sector financeiro ao serviço do crescimento económico e do desenvolvimento social, assente;

 

 

 



Zé da Burra o Alentejano @ 11:10

Sex, 14/08/09

 

"SEM EMPREGO A CRISE MANTÉM-SE "
Todos sabemos que a intervenção humana é cada vez mais prescindível; um dia será apenas residual nas fábricas, laboratórios, escritórios e lojas... Assim, o emprego não recuperará se não se alterar a redistribuição da riqueza produzida. Só isso iria criar alternativas de emprego em sectores de lazer e outros como alternativa aos que se perdem por via do aumento da produtividade por força das novas tecnologias da informática e da automação.

De contrário, espera-nos mais desemprego e miséria: Haverá alguns (poucos) muito ricos, que benificiam dos lucros dessas grandes empresas e muitos milhões de excluídos. As pequenas empresas serão "esmagadas" pela concorrência desleal com as localizadas no Oriente pelas empresas grandes que estão a mudar para lá as suas unidades industriais. A classe média tenderá a desaparecer em consequência. Este cenário tem sido objecto de filmes "futuristas" mas o futuro está já aí. A solução seria recusar este estilo de "globalização selvagem" e exigir aos países que escravizam a sua mão de obra que concedam condições dignas de vida às suas populações para poderem exportar para os países ocidentais em vez de ser o ocidente a copiar os métodos desses países. Todos sabemos que o custo da mão de obra é insignificante para o cálculo do preço final dos produtos produzidos nesses países. Este assunto tem que ser levado a sério não só por Portugal mas também pelos restantes países da comunidade, porém, lamentávelmente, os Governos do PS e do PSD sempre defenderam esta Globalização e não creio que estejam agora dispostos a mudar de rumo.
Também não dificultar a saída do mercado de trabalho aos mais velhos, que até descontaram a vida inteira para esta sociedade injusta, seria uma medida correcta: os seus lugares seriam ocupados por jovens em idade de trabalhar que estão no desemprego porque os velhos não se reformam nem morrem.


Aurea Mediocritas @ 11:19

Sex, 14/08/09

 

Pois ... esqueci-me desta.

DG @ 02:50

Sex, 21/08/09

 

onde é que está a dita dura do Prol Etariado?

erecções em linha
comentários recentes
Este é o muno ue nos criaram! Há que aceitar! Meus...
E diz um pequeno pedaço de electoral goss que numa...
Não é que eu saiba sueco,mas fonte segura disse-me...
Aposto que tive influência nesse resultado extraor...
Estive para por essa musica, mas gosto muito mais ...
Eu serei Lucy no céu com diamantes. Seremos todos.
Sou um poço de poesia.
Chego a emocionar-me quando falas.
Há quem diga que a realidade é a alucinação consen...
O que isto quer significar é que tu podes sair de ...

todas as tags