drmaybe @ 19:22

Sex, 09/10/09

Carmona Rodrigues afirmou hoje o seu apoio, bem, não é bem apoio, é só porque tem uma amizade de 43 anos com Santana Lopes. Para dizer a verdade, o apoio nem é político, é pessoal. Depois Santana Lopes disse que sim, que ele o apoiava e que esperava que ele ganhasse, mas não, afinal parece que não foi bem isso o que Carmona disse.

 

"Carmona Rodrigues frisou que não se trata de apoio político, preferindo destacar que os dois têm uma “amizade de 43 anos”, não se falavam há dois, mas que, por circunstâncias da vida pessoal do ex-vereador, voltaram a ser amigos.

Esta manhã, Santana Lopes anunciou aos jornalistas que tinha recebido o apoio de Carmona Rodrigues, (...). “Ligou-me há cinco minutos. 'Podes transmitir o meu abraço de apoio. Espero que ganhes'”, teria dito Carmona a Santana.

"Acho que não disse isso”, afirmou pouco depois Carmona Rodrigues ao PÚBLICO, quando confrontado com esta citação. O actual vereador do movimento Lisboa com Carmona disse que acreditava que as suas palavras pudessem ter sido interpretadas de forma errada por “pessoas à volta de Santana Lopes, que as tentaram valorizar e transformar em trunfo eleitoral”. 

 

Esta tarde, na arruada, questionado sobre o eventual “mal-entendido”, Santana Lopes afirmou que “não mentiu” e que a surpresa que tinha anunciado para hoje de manhã acabou por acontecer à tarde."

(Público)

 




Aurea Mediocritas @ 15:04

Qua, 30/09/09

 

ULTIMA HORA! FANTÁSTICO FACTO POLITICO!!

 

OUVIU PELA PRIMEIRA VEZ NO ERECÇÕES!!

 

 

"De forma a garantir a estabilidade num período de crise económica, restaurarar a confiança dos Portugueses nas instituições e garantir a governabilidade do País, venho anunciar-vos a minha resolução de dissolver a Presidência da Républica." lê-se em comunicado entregue em mão por Cavaco Silva. "Por causa das coisas" disse.

 

"Foi minha decisão, tendo em vista os superiores interesses do país, dissolver a Presidência da Républica que deixou de ter legitimidade democrática para governar. Não sendo meu hábito comentar as decisões dos orgãos de soberania, a situação agravou-se de tal forma que não tenho outra opção senão actuar dentro dos meus legitimos poderes, democraticamente concedidos, e destituir o Presidente."

 

Quando questionado sobre a estranheza de um Presidente da Républica auto impugnar-se, Cavaco terá respondido que não conhece Presidente da Républica nenhum e que, por favor, não o arrastem para polémicas que distraem dos verdadeiros males do país.

 




Aurea Mediocritas @ 21:16

Ter, 29/09/09

 

 

1 - Eu nunca disse nada sobre as escutas. Provem que eu disse alguma coisa sobre as escutas, vá lá! Provem!

 

2 - Primeiro vieram-me chatear com a merda do programa do PSD quando eu tava de férias, que tinha de falar e assim...

 

3 - Eu falei mas o PS continuou a melgar-me. Obviamente isto era para desviar as atenções. Suponho que do escândalo Carolina Patrocinio.

 

4 - Depois começaram com umas conversas sobre umas conversas que putativamente um senhor que talvez até já tenha visto em qualquer lado e que se calhar até trabalhou para mim, teve ou não teve com uns jornalistas quaisquer ... não sei.

Claramente o PS estava desesperado para calar o horrível escândalo que fez tremer o país (Carolina Patrocinio).

 

5 - Até foram buscar uma história velhissima de uma ida à Madeira que nem me lembro, sobre um assessor que não conheço onde aconteceram coisas que não recordo. Mas se recordasse provavelmente seriam falsas.

 

6 - Mas porque é que se lembraram desta merda agora? Perguntei-me eu? Carolina Patrocino! Foi a conclusão inevitavel a que cheguei.

Além de que não é crime ser desconfiado, como aquela pessoa que não conheço, e que dizem que trabalhou para mim poderá ter sido em relação a um assessor que ignoro e do seu comportamente numa viagem a um arquipélago que não me lembra o nome.

 

7 - Mas como essa história (totalmente falsa, disseram-me) punha em causa quem  fala pela presidência,  se seria Eu! Ou outra pessoa qualquer;  achei por bem despedir essa pessoa que disse algo que me disseram que era falso e que eu não conheço lá muito bem.

Só para que as coisas fiquem claras.

 

8 - Fui à Chip7 e comprei o Norton para saber se andam a mexer no meu Outlook.

 

9 - Ser PR é fodido porque às vezes estás mesmo a rebentar para mandar um gajo aquela parte, mas não podes porque tens de manter a postura. E eu, por Portugal, calei-me a muito custo.

Espero que compreendam que a merda desta história (que desconheço completamente os seus contornos e para a qual fui chamado a despropósito) me obrigou a fazer algo que me enoja.

 

Falar com vocês.

 

Texto Original da Intervenção do Presidente da República

 







Sr. Rocha da Internet @ 14:21

Qui, 24/09/09

 

 

Paulo Portas não gostou de ver as sondagens darem 8% ao CDS e decidiu lançar Octávio Machado para defender a sua campanha. Há gente que só está bem a perder.




Aurea Mediocritas @ 10:17

Qui, 24/09/09


When I get mad And I get pissed I grab my pen And I write out a list Of all the people That won't be missed You've made my shitlist For all the ones Who bum me out Shitlist For all the ones Who fill my head with doubt Shitlist For all the squares who get me pissed Shitlist You've made my shitlist



Aurea Mediocritas @ 19:03

Dom, 20/09/09

e lembrar o verdadeiro inimigo.

O que é verdade para o Obama é verdadeiro para o PR ... e para o outro.

 





Sr. Rocha da Internet @ 14:02

Sex, 18/09/09

 Um drama em três actos. Um editor com nome de toureiro e um futuro ex-director demitido por um jornal concorrente. Um Presidente da República e uma República sem Presidente. Um governo quadrilheiro que dá abrigo ao Pereira das escutas. Um e-mail com erros de sintaxe. O escândalo de um disparate de Verão. O fim do mundo em cuecas.




Aurea Mediocritas @ 14:24

Ter, 15/09/09

"Não é qualquer um na situação de Primeiro Ministro que admite que já foi alfaiate, já foi entertainer num cruzeiro..."

 

A sério. Ele disse isto. Se não acreditam vejam os primeiros segundos disto.





Sr. Rocha da Internet @ 20:14

Dom, 13/09/09

 

 

Eis senão quando uma pessoa extremamente irrelevante mas com uma forte presença na política portuguesa (digamos que é uma espécie de Rui Jorge da política) vem dizer qualquer coisa.

Registamos a sua opinião, meu caro amigo. Mas agora faça lá aquele número do "Oh Abreu dá cá o meu".

 

 

 

*o epíteto é da autoria de um gajo de Beja, quer dizer...




Sr. Rocha da Internet @ 16:11

Dom, 13/09/09

- Estou aqui um pouco confuso. Se é tudo tão bom, tão moderno, tão determinado, tão espectacular e melhor que tudo o resto; se este governo fez tudo tão bem, excepto na Cultura onde não conseguiram ser modernos, espectaculares e determinados, por que razão pensa José Sócrates em remodelar? Faz lembrar aquela coisa do "o problema não és tu, querida, sou eu".

 

- Quantos eleitores ganhou Paulo Portas ontem? ZEROOOOOOO

 

- Francisco Louçã parece interessado em promover aquela ideia peregrina de que se Sócrates disser que não gosta do programa do Bloco de Esquerda os portugueses vão ler e vão gostar. Parece-me que Louçã não percebeu que se os portugueses lerem o programa do Bloco suicidam-se antes que seja tarde.

 

- De Espanha nem bom vento, nem bom Fomento.

 

- Jerónimo de Sousa.

 




Sr. Rocha da Internet @ 12:20

Sab, 12/09/09

 

 

Jerónimo de Sousa revelou que um candidato pelas listas da CDU iria fazer campanha bilha a bilha. Isto não é apenas o povo a contribuir para a campanha da CDU, como é, ao mesmo tempo, uma luta contra o monopólio dos milhões da Galp.




Sr. Rocha da Internet @ 20:03

Qui, 10/09/09

 Hoje foi a vez de Sócrates se despir perante as câmaras da Sic. Vimos o secretário-geral do PS de sunga, como já nos tinham advertido numa caixa de comentários aí para baixo. Não, não estava assim vestido, mas o ridículo é o mesmo.

Primeiro começou o blábláblá habitual: é tudo muito moderno, é tudo muito espectacular, o país deve os novos tempos a Sócrates. Enfim, o costume. Haja lá paciência para o Príncipe.

Foi, então, que o interrogaram sobre a sua imprevisibilidade. Ficámos todos muito satisfeitos por saber que Sócrates não é organizado, que não planeia nada e que tudo vai correr bem, tudo se há-de arranjar. Não, ainda bem que temos um Primeiro-ministro que parece uma canção do António Variações (vamos evitar piadas óbvias e imbecis). Que rigor, meu Deus!

Sobre a sua face mais intimista, Sócrates confessou que também chora como qualquer ser humano. Chora nos filmes. E que filmes - perguntam vocês? Olhem, por exemplo, o filme que passou no congresso do PS, com a história do PS. Que emoção! Sócrates diz que se enternece. Eu também, principalmente com as partes em que aparece o Tino de Rans abraçado ao pantaneiro, ou aos inflamados discursos de Jorge Coelho, para não falar nas atoardas de Candal  (pai e filho, tanto faz).

Mas, a melhor parte foi quando o Zézito, que não falou da família, vá-se lá saber porquê, começou a tentar recitar o "Isto" do Fernando Pessoa e ficou ali encravado em dois versos. Parecia o windows vista a trabalhar nos computadores da Junta de Freguesia de S. Mamede. Pelo menos da outra vez lá lhe deram o poema para ele decorar. Se calhar já estava a pensar naquilo que ia dizer a seguir, que os políticos da América Latina usam mais a retórica e os chatos dos políticos europeus só se preocupam em resolver os problemas dos cidadãos. Uma maçada.

É claro que Sócrates não podia ter fechado subtilmente. Enquanto passeava pela marginal ainda deu os parabéns a um pescador que lá sacou um peixito. Pelo menos sabemos que o Primeiro-ministro tem noção da merda que o ministério da Agricultura andou a fazer. Tem tanta noção que um simples peixito o levou a congratular o pobre homem. Ao menos isso. 





Aurea Mediocritas @ 19:34

Qua, 09/09/09

 

 

 

Após a divulgação dos resultados da nossa sondagem, Cthulhu, em entrevista ao Erecções, demonstrou-se disponível para um entendimento com o BE de Francisco Louçã.

 

A convergência das propostas do Bloco de Esquerda (BE) e do Cthulhu R'lyeh Wgah'nagl Fhtagn (CRWF), bem como os resultados das sondagens, que apresentam os dois candidatos da Esquerda muito próximos, fazem pensar que este é um cenário provável:

 

O CRWF, sozinho, pode um dia ser governo? Acham isso uma hipótese real?

Os eleitores vão decidir. Queremos fazer parte de uma esquerda que governe.

Então não estarão sozinhos.

Não, não seremos sozinhos.

Essa esquerda inclui o BE?

Essa esquerda inclui quem, na altura, fizer parte de uma grande confluência por um programa político que responda ao país.

 

Na entrevista Cthulhu foi cuidadoso em salientar mais o que o unia ao Bloco do que o separava, dizendo mesmo que "Não tem qualquer competição com o BE".

 

Isso seria total falta de visão. A nossa competição é com o PS e com o PSD. Temos diferenças de identidade, de projecto, de estratégia, de programa.
Os eleitores do CRWF são sobretudo jovens e os eleitores do BE são mais idosos. Mas no país inteiro, onde o CRWF é a terceira força (no Algarve, todos os distritos a Norte do Tejo) o que o CRWF representa é o desafio político, que espero que seja o mais profundo, ao PS e também ao PSD. Esse é o nosso objectivo, a nossa disputa é essa e não nos apoucamos com outras disputas políticas. Chegar ao Governo é conseguir uma força social que nos não temos ainda.

 

 




Aurea Mediocritas @ 10:10

Qua, 09/09/09

 

 

Reles Humanos,

 

Embora os vossos patéticos afazeres geralmente só me consigam encher de um enorme desprezo, penso que estaria a ser omisso às regras da boa educação se não viesse agradecer a vossa confiança na minha capacidade em resolver os problemas da lavoura e das pescas.

 

Desde sempre muito do meu pensamento politico se centrou na figura do camponês, as pequenas aldeias e formas de as destruir.

Não vejo razão porque este modelo de desenvolvimento não possa ser plasmado para os pescadores.

 

Assim, gostaria de vos deixar algumas das minhas propostas para o sector primário:

 

  • Melhoria da promoção e notoriedade dos produtos agrícolas portugueses e no fomento de um modelo em que a sua comercialização seja tendencialmente bem sucedida, o que exige ganhar dimensão na concentração da oferta e profissionalismo na negociação de modo a melhorar o valor dos produtos junto da produção.
  • Outra política agrícola que tenha como eixo central, a par da racionalização fundiária pelo livre associativismo no Norte e Centro, a realização de uma profunda alteração fundiária que concretize, nas actuais condições, uma reforma agrária nos campos do Sul que liquide a propriedade latifundiária, o condicionamento legal do acesso à terra pelo capital estrangeiro, o combate à especulação imobiliária «turística» e o aproveitamento das potencialidades agrícolas de Alqueva.
  • Uma decidida política de aproveitamento das potencialidades e recursos do mar – científicos, ambientais e económicos do solo e subsolo marinho - no quadro da extensão da plataforma continental e uma radical alteração da política de pescas.
  • Contribuição do sector agro-florestal para reduzir a nossa dependência energética e no antecipar de soluções técnicas para a mitigação e adaptação às alterações climáticas.
  • Dinamização do processo de licenciamento das explorações pecuárias.
  • Criação de um único organismo eficaz de fiscalização e controlo das normas vigentes no seio do mercado português, comunitário e mundial, nomeadamente no que se refere às actividades de importação, armazenagem e distribuição de produtos agrícolas.

 

Por uma questão de tempo e de algum desinteresse da minha parte, todas as propostas foram retiradas dos Programas Eleitorais do PC e do PP.

 

Pelo Extinção da Raça Humana,

 

Sauron,

Senhor de Mordor,

Futuro Imperador de todos os Lavradores e Pescadores da Terra Média.

 

 

 







Aurea Mediocritas @ 10:13

Sex, 04/09/09

 

Peço desculpas por só falar agora sobre o que aconteceu à Causa da Carolina Patrocinio (algo que moveu multidões, levadas pelo drama humano numa avalanche de solidariedade), mas as pressões que sofri fizeram-me temer pela segurança da minha familia; já que pela minha não temo.

Não me importo de dar a vida pela Causa, sabendo que se eu cair, outros atrás de mim virão, que agarrarão a bandeira das minhas mãos frias e a levarão até à vitória final.

 

Mas a Verdade não pode ser mais silenciada e a venalidade do regime tem de ser denunciada.

 

Eis toda a verdade.

 

Estava eu no 32 da Carris no caminho para o escritório, quando passa ao nosso lado um carro que me pareceu que levava um gajo que conheci no Liceu e que, ouvi dizer, foi colega na Universidade de um gajo do PS que parece que é assessor de um ministro ou secretário de estado.

Quando ele passou, tive a nitida sensação de que ele tinha feito um gesto qualquer na minha direcção.

 

Foi aí que gelei. Senti que este gesto era, claramente, um aviso sobre a causa da Carolina Patrocinio.

 

Como sou um homem de causas, não me acobardei e fui trabalhar normalmente, sem que nenhum dos meus colegas suspeitasse a terrível pressão a que estava sujeito.

 

No dia seguinte ao deitar, quando estava quase a adormecer, pareceu-me ouvir uma voz na minha cabeça a dizer "Não!" . Então, o que tinha sido uma terrível suspeita tornou-se numa trágica certeza:

Eles (através do chip do cérebro que nos instalam quando tomamos a vacina da gripe), estavam a querer abafar o Patrociniogate.

 

Em reunião da célula do blog Erecções, relatei as minhas apreensões aos outros membros da Comissão Organizativa, e afirmei peremptoriamente o meu desejo de ir até ao fim, doesse a quem doer, até ao sacrificio final se preciso fosse.

 

Só fui demovido do meu gesto gesto heroico, pelos apelos lancinantes dos meus correligionários para que pensasse na minha filha e na minha pobre mulherzinha.

 

Condoído, acedi, pelo bem estar da minha familia.

 

Escrevemos uma declaração ditada pelo PS através dos chips cerebrais e retiramos a Causa do Facebook.

 

Mas agora que a minha familia está a bom recato fora do país, já nada impede a minha busca pela verdade, e venho aqui dizer o que Eles não queriam que se soubesse.

 

Sic semper tyrannis!!

 




Aurea Mediocritas @ 13:18

Qui, 03/09/09

 

  

 

O primeiro debate televisivo acabou sem um vencedor claro, tendo servido para os candidatos debitarem os seus argumentos de campanha e atacado o seu inimigo comum, o PSD.

 

Decorrendo num ambiente tenso e crispado, Sócrates mostrou-se mais à vontade, tendo Portas optado por um estilo mais confrontacional questionando a veracidade do novo estilo de comunicação do primeiro ministro. Este  raramente saiu do seu registo escolhido, muito embora em duas ou três ocasiões tenha parecido agastado com o questionar da escolha dos grandes investimentos publicos.

 

Paulo Portas centrou o seu discurso no apoio às PME's e na segurança,  enquanto Sócrates enunciou a obra feita e a melhoria dos indicadores económicos.

 

De forma a eliminar todos os rumores sobre a orientação sexual de ambos os candidatos, estes acabaram o debate com um grande e demorado linguado, por baixo de uma bola de espelhos enquanto caiam confétis e se ouvia "I am what I am" de Gloria Gaynor.

 

 

Agora vou ver os jornais para ver se acertei.

 



Filinto @ 23:46

Ter, 01/09/09

No 38 da Armada, naturalmente, foi muito bem acompanhada a blogtúlia de Pedro Santana Lopes, hoje, com duas curiosidades. A primeira, numa "história bonita", conforme escreve Vasco Campilho, quando "Santana Lopes relembrou como tinha convidado Manuel Falcão para presidir ao Instituto Português de Cinema em plena entrevista para o Se7e". E contou? Quantos dos seus colaboradores foram convidados para cargos durante numa entrevista (e quem diz uma entrevista, diz uns copos,  uma vernissage)? A segunda foi protagonizada pelo próprio Vasco Campilho que, depois de contar a história bonita do perguntador que acaba director de um instituto público, faz uma peregunta ao Santana Lopes.

 

 



Filinto @ 23:29

Ter, 01/09/09

Nos próximos 40 dias, o presidente do Governo Regional da Madeira vai inaugurar 65 novos investimentos no valor de €125 milhões. A notícia é de um jornal que não cito. São estradas, caminhos, escolas, arranjos, polidesportivos, ciclovias... A tournée começa esta terça-feira com o caminho municipal da Fajã,  investimento de 2,1 milhões de euros, que vem substituir uma vereda de 80 centímetros que servia a população. Uma vereda inclinada, certamente.

 




Aurea Mediocritas @ 14:53

Qua, 26/08/09

 

Há uns posts atrás escrevi que achava que os programas eleitorais estavam mais bem escritos, "vis a vis", os horrores de antanho.

O PP (como partido conservador que é) fez-me voltar atrás no tempo.

 

Gostaria de vos dizer o que lá está escrito, mas não é possível copiar o texto do site, presumo que seja para defender a linda colecção de platitudes e evidências auto satisfeitas que o compõem.

 

Também tem uns pequenos vídeos que, uma vez iniciados, não podem ser parados. 

O que me leva a pensar que, o PP faz questão de ser a Direita que um comuna do Barreiro chamado Arnaldo gostava que existisse.

 

 

Sinto-me capaz de começar a gritar como os adeptos no estádio

 

"Vocêês são uma ver-gonha!"

 

 

 

 

 





Aurea Mediocritas @ 10:23

Ter, 25/08/09

 

 

Nas masmorras do Largo do Rato, definha uma prisioneira política, vítima dos desmandos da elite plutocrata que sustenta e alimenta este regime podre e corrupto.

 

Obrigada a tirar grainhas às uvas e os caroços às cerejas de Sol a Sol (não que ela o saiba porque no escuro tugúrio para onde está esquecida há tantos anos, não entra a luz do dia), esta Mulher Sem Nome (chamemos-lhe assim), fenece sob a desumanizante tortura de servir perversas sobremesas àquela que se ri do seu sofrimento e se alimenta das suas lágrimas.

 

Esta Mulher Sem Nome, que é todos nós que vivemos amordaçados, é símbolo de um país que sofre os desmandos de um aristocracia podre e sibarítica. Por tudo isto,

por ela,

por todos nós,

para que os nossos filhos cresçam livres,

 

 

 

Libertem a Empregada da Carolina Patrocínio!

 

(obrigado Marta Faustino por nos teres mostrado este drama humano)

 




Sr. Rocha da Internet @ 14:26

Dom, 23/08/09

Depois das aparições da Carolina Patrocínio e de Marta Rebelo parece-me que a equipa de campanha de José Sócrates deveria ser esta:

 

 

 



erecções em linha
comentários recentes
Este é o muno ue nos criaram! Há que aceitar! Meus...
E diz um pequeno pedaço de electoral goss que numa...
Não é que eu saiba sueco,mas fonte segura disse-me...
Aposto que tive influência nesse resultado extraor...
Estive para por essa musica, mas gosto muito mais ...
Eu serei Lucy no céu com diamantes. Seremos todos.
Sou um poço de poesia.
Chego a emocionar-me quando falas.
Há quem diga que a realidade é a alucinação consen...
O que isto quer significar é que tu podes sair de ...

todas as tags