Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Erecções 2009

Erecções 2009

07
Set09

É uma injustiça

Pryszczel Lekarski

... que só se possa colocar uma cruzinha no boletim. Ou, pelo menos, que só se possa usar um boletim. Não é justo. Esse exclusivismo unívoco, essa monogamia castradora, esse tiro único. O povo devia poder exprimir livremente a sua vontade. O povo, eu. Escrever as cruzes que quisesse, escolher os partidos que me apetecesse. Porque são todos bons, todos querem o nosso bem, todos desejam o melhor para todo o mundo. São apenas uns rapazes mal compreendidos e com os seus caprichos, aliás perfeitamente justificados e desculpáveis. Por vezes infelizes, frustrados, sós. Apenas isso. E algumas diferenças de percurso também. As intenções são as melhores, de todos eles. Uma coligação a 5 garantia uns 97% dos votos, ou seja, uma grande festa nacional, uma romaria permanente, uma festa. Todos a ganhar, todos a festejar, viva, viva! Alguém duvida? Bastou-me ver hoje o debate na SIC, não percebi bem quem era do CDS e quem era do PCP., porque sou jovem e estas coisas passam-me ao lado.  A minha mãe lá me cochichou que um era assim calvinho e de penca grande e o outro era de óculos e ar operário. Mas que eram inconfundíveis. Então, o primeiro desatou a atacar os bancos mauzões e a apontá-los a todos, um a um, BCP, BPN, BPP, pum, pum pum! E o outro falou na justiça. Afinal, parece que já lá vai o tempo em que uns eram os agentes do grande capital e do imperialismo e os outros eram os agentes da Moscovo totalitária. Hoje são todos moderados, sensatos, macios e saudáveis. Que alegria, meus amigos. Eu cá vou colocar, pelo menos, 5 cruzes no boletim, porque não consigo descobrir quem não mereça o meu voto. Quem me convence do contrário? Digam-me onde está um mau. Vá.

7 comentários

Comentar post

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2009
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D